Carrapatos são aracnídeos ectoparasitas de mamíferos, aves, répteis e anfíbios. São hematófagos e fixam-se nos hospedeiros para sugar o sangue. Provocam coceira e podem transmitir vírus, bactérias, protozoários, etc., atuando como vetores de doenças, tanto aos animais como ao homem.

Doenças causadas por carrapatos

Apresenta grande importância médico-veterinária, pois além de causar grande desconforto, perda de sangue e consequente anemia, pode também transmitir infecções causadas por protozoários e microorganismos.

Pode também causar paralisia em cães. Soma-se aos problemas sanitários o incômodo que causa ao se desprender dos cães, espalhando ovos e larvas pelo ambiente, nas paredes, churrasqueiras, móveis e canis, onde são facilmente encontrados.

A postura é feita em frestas, debaixo de pedras, folhas secas, ou até na cobertura dos canis já que as fêmeas podem escalar até 4 metros de altura. Em 4 dias começa a eclosão dos ovos, que em grupo de milhares, recomeçam o processo, irritando principalmente cães e seus donos.

Medidas Preventivas

  • Lavar com frequência os abrigos de animais domésticos, passando desinfetante após a lavagem;
  • Vistoriar com frequência os animais domésticos, principalmente quando estiverem inquietos e com muita coceira;
  • Vedar frestas e buracos em pisos e paredes, principalmente, quando localizados nos abrigos de animais domésticos;
  • Manter aparada a vegetação de jardins e quintais, não permitindo o crescimento de capim próximo às residências;
  • Controlar os carrapatos dos animais domésticos com a orientação de um médico veterinário.